Conheça os tipos de cateter e suas funções dentro da área da saúde

Pode ser que por nome você não reconheça ou se lembre do que é um cateter, mas é muito provável que você já tenha usado em um hospital, principalmente se já teve que ficar internado.

Este dispositivo é muito utilizado quando é preciso acessar as veias do paciente e varia bastante em cada intenção de uso – como são muitos os casos de tratamentos para cada tipo de enfermidade, respectivamente são muitos os modelos e tipos de aplicações de catéteres para cada uso. Continue neste post para entender melhor sobre o dispositivo!

O que é um cateter?

O cateter é um dispositivo médico que permite que sejam aplicados medicamentos diretamente na corrente sanguínea sem a necessidade de cortes e grandes ferimentos. Tratamentos com medicamentos, aplicação de soros, remoção de líquidos do organismo e quimioterapias são os que mais exigem o uso de catéter.

Em tratamentos mais radicais como o da quimioterapia é extremamente necessário o uso de catéteres, uma vez que não deixam que a medicação agrida a veia do paciente, evitando maiores dores e desconfortos.

Além disso, também existem alguns cateteres especiais que servem para monitorar algumas funções vitais do organismo, como a respiração, a digestão, o sistema nervoso e circulatório. Tudo depende da intenção do médico.

Quais os tipos de cateteres?

Como mencionamos, existem vários tipos de cateteres e cada um serve para um tipo específico e adequado de tratamento do qual o paciente necessita. Conheça os principais deles:

  •  Cateter Jelco intravenoso:

Este modelo é bastante conhecido por ser o mais utilizado na área da saúde na hora de aplicar medicamentos diretamente na corrente sanguínea. Além disso, esse cateter possui um revestimento mais flexível para o paciente não se machucar com a agulha.

Outra vantagem desse modelo é que a agulha pode ser removida logo após o acesso à veia, ficando apenas o invólucro para que o medicamento seja aplicado sem maiores desconfortos.

  • Cateter Duplo J

O modelo Duplo J realiza a drenagem da urina fazendo que passe dos rins e vá em direção à bexiga. Esse é um modelo que permanecesse por mais tempo com paciente, uma vez que está sempre sendo usado pelo organismo do paciente.

Esse cateter pode ser usado pelo paciente pelo período de até um ano sem a necessidade de que seja trocado. Além disso, o modelo é muito utilizado em pós operatórios de cirurgias que envolvam o sistema urinário.

  • Cateter Nasal

O cateter nasal é responsável por auxiliar o paciente na respiração. O chamado procedimento de oxigenoterapia permite que o paciente não tenha dificuldades para respirar e seja capaz de enviar oxigênio a seus pulmões.

Não se trata de um procedimento invasivo e é permitido até mesmo que o paciente se alimente e consiga conversar durante o procedimento.

  • Cateter Venoso Central

O dispositivo costuma ser maior do que os outros, uma vez que é produzido justamente para ser utilizado em veias maiores do corpo, como a femoral, subclávia, jugular e internas.

Trata-se de um modelo que necessita de muito cuidado de profissionais da saúde no momento da aplicação para não ocasionar problemas nos pacientes.

  • Cateter Arterial Periférico

Este tipo de cateter é comumente utilizado para controles hemodinâmicos – quando o paciente necessita de identificação de possíveis obstruções nas artérias coronárias.

Além disso, é um dispositivo a ser usado em curto prazo, uma vez que consegue ser usado apenas para casos em que o paciente necessita de tratamentos adequados.

Cuidados com os catéteres

Independentemente de o cateter ser usado por muito ou pouco tempo, é importante que alguns cuidados sejam tomados uma vez que o dispositivo está conectado aos órgãos internos do corpo.

Listamos os principais cuidados que devem ser tomados antes, durante e após os tratamentos com os cateteres, veja abaixo:

  • Respeitar rigidamente as datas de comparecimento ao hospital, para cuidados adequados. Caso sinta algum incômodo fora do normal é importante ir ao hospital verificar se tudo está certo.
  • Evite realizar movimentos pesados e fortes, possam machucar a área em que foi inserido o cateter;
  • Cuide bastante da higiene da região, protegendo do banho e lavando somente com itens adequados.

Onde comprar cateteres?

Por se tratar de materiais imprescindíveis para profissionais da saúde, é essencial que os estoques de cateteres estejam sempre com boas quantidades em estoque. Assim, o dispositivo fica em fácil alcance para usos emergenciais.

 

No site Casa Médica, diversos produtos são encontrados para cuidados com a sua saúde, inclusive catéteres. Apenas lembrando que é necessário um acompanhamento profissional para usar o equipamento com segurança e evitar riscos.

Se você gostou desse post, compartilhe essas informações com seus colegas e familiares e deixe um comentário abaixo. Aproveite a leitura para ler nosso post sobre aparelhos de pressão, com dicas de como escolher o melhor. Obrigado e até mais!