Onde e como aplicar insulina: dicas, passo a passo e cuidados

Muitas pessoas precisam aprender como aplicar insulina em algum momento da vida e, hoje, existem diferentes métodos e instrumentos para isso: seringa, caneta, intramuscular, subcutânea e mais.

Além disso, nesse momento de conciliação entre diabetes e qualidade de vida, o processo de aplicação do hormônio é muito importante, podendo até ser um divisor entre a vida e a morte de uma pessoa.

Caixa de Tiras de Teste no nível de glicose com 50 Unidades

Mas não basta apenas aplicar, é preciso saber em que partes do corpo aplicar a insulina e como fazer isso. Para te ajudar, hoje a Casa Médica vai te ensinar tudo sobre a aplicação de insulina para que esse momento do seu dia se torne cada vez mais tranquilo e fácil.

Aplicação de insulina: cuidados prévios

É muito importante que você pratique a aplicação do hormônio, assim, essa tarefa diária se torna menos trabalhosa e menos assustadora – o que é para muitas pessoas. Com isso, você previne, por exemplo, o descontrole glicêmico.

Aparelho de Glicemia Sanguínea Medlevensohn

Além disso, para que você faça a aplicação de forma adequada, antes de tudo, é extremamente importante higienizar a região de aplicação e as mãos, prevenindo qualquer tipo de contaminação.

Dito isso, vejamos em quais regiões realizar a aplicação

Partes do corpo para aplicar insulina

Os locais de aplicação de insulina de acordo com o Ministério da Saúde são estes: coxas, abdômen, braços e glúteos. Isso porque a substância deve ser aplicada em uma camada de gordura que fica entre a pele e o músculo, chamada de tecido subcutâneo.

O tempo de absorção pelo organismo diferencia-se de acordo com a região em que ocorre a injeção, sendo que nas nádegas e coxas é a mais demorada, no abdômen, a mais rápida e, nos braços, uma velocidade média.

Ainda, o Órgão destaca que as insulinas regulares podem ser injetadas de forma intravenosa ou intramuscular quando o intuito é um efeito imediato, considerando sempre que, nesses casos, é indispensável a experiência e o conhecimento de um profissional.

Caixa de lanceta G-Tech 30g com 100 unidades

Também é importante alternar os locais de aplicação, para evitar uma sobrecarga da região. Nos braços e coxas, alterne o lado do membro, hora nos esquerdos, hora nos direitos. Também é possível aplicar na mesma parte do corpo, mas em regiões diferentes, com espaços de cerca de 1 cm entre os locais.

Em que momento do dia realizar a insulinoterapia

Outra coisa a se considerar é o horário e se existem restrições para realizar a aplicação da insulina de forma proveitosa para o organismo. Ainda de acordo com o Ministério da Saúde, existem diferentes orientações de acordo com os tipos de insulina. Veja:

  • Insulina regular: meia hora antes das refeições;
  • Insulina análoga rápida: 5 a 15 minutos antes, ou logo após as refeições.

 

Como aplicar insulina: guia básico e dicas

Agora que você já sabe os cuidados necessários, chegou a hora de aprender a fazer a aplicação de insulina, seja com o uso de seringas ou de canetas de aplicação. Com essas orientações, será muito mais fácil conseguir realizar a aplicação sem medo.

Caixa de seringa Ultra Fine U

  1. Com agulhas de 4 mm e 5 mm, você não precisa realizar uma prega subcutânea, mas para outros tamanhos sim. Dessa forma, com o indicador e o polegar posicionados como pinça, segure a pele fazendo uma prega;
  2. Com a agulha um pouco afastada da pele, faça a injeção de forma rápida, mantendo um ângulo de 90º – em regiões corpóreas menos gordurosas, faça a aplicação em 45º;
  3. Pressione o êmbolo ou o botão, caso esteja com uma caneta aplicadora, e injete a substância;
  4. Após aguardar o tempo necessário, retire a agulha e, só então, solte a prega subcutânea.

Lancetador Universal Plus Uniqmed

Em casos de uso da seringa, aguarde 5 segundos após a injeção. Para a caneta, espere 10 segundos antes de finalizar o procedimento.

O que fazer depois da aplicação?

Agora que você já aplicou a insulina subcutânea, é hora de alguns cuidados para que não tenha nenhum problema.

Caso haja sangramento no momento de retirada da agulha, não se desespere, apenas pressione o local por cerca de 2 minutos – mas sem esfregar, pois, se fizer isso, só aumentará a circulação sanguínea na região.

Se você julgar necessário, pode aplicar um curativo para se sentir mais confortável, mas o ideal é aprender a estancar a região, uma vez que esse será um procedimento de repetição diária.

Onde descartar a agulha da insulina?

A forma de descartar as agulhas e outros utensílios médicos, que muitas vezes usamos em casa, varia de um município para o outro, mas existem alguns padrões sanitários que embasam essas regras.

Primeiro, nunca descarte os materiais em lixo comum ou no vaso sanitário, sendo necessário um recipiente próprio para isso. Assim, busque colocar em uma caixa resistente, larga e com tampa, caso não haja um recipiente específico para isso na sua cidade.

Leve até a Unidade Básica de Saúde (UBS) da sua região e confira as orientações específicas para descarte no município. Lembre-se de evitar que crianças e animais de estimação tenham acesso ao material até que você o descarte. Nunca tenha contato com as seringas ou canetas usadas de outra pessoa, nem exponha ninguém aos materiais que você já usou.

Caixa de tiras Freestyle Optium com 100 tiras azul

Seguindo esses passos, será muito simples e tranquilo aplicar insulina no seu dia a dia, afinal, agora você já sabe como, quando e onde injetar a substância. Gostou das nossas dicas? Se tiver alguma dúvida ou experiência complementar, não hesite, deixe-nos um comentário e responderemos! Até a próxima.